Este item foi adicionado ao seu carrinho.

Gestão de Materiais

Quais são as compras mais importantes?

Em nosso Ebook sobre Gestão de Compras, trazemos uma importante ferramenta para gestão estratégica de materiais: A matriz de posicionamento de materiais. Esta é uma ferramenta que permite uma visualização qualitativa da importância dos itens de suprimento da empresa, gerando base para desdobramento de ações para uma melhor gestão neste âmbito. Neste post vamos mostrar um exemplo prático através de um case real desta ferramenta!

Primeiramente vamos conceituar melhor a ferramenta:

 

O que é a Matriz de posicionamento de materiais?

Através de uma relação dos itens de suprimento da empresa, é feita uma avaliação dos itens em relação ao risco de suprimento e da influência sobre os resultados do negócio.

A avaliação sobre os resultados considera fatores como custo, qualidade, prazo e tecnologia envolvida nos materiais e como isto impacto o resultado do negócio.A avaliação sobre o risco de suprimento considera fatores como o poder de barganha dos fornecedores, o potencial de substituição do fornecedor dos materiais a rivalidade no fornecimento dos materiais e barreiras à entrada de fornecedores.

 

As avaliações qualitativas dos itens podem utilizar critérios simples como: BAIXO RISCO - ALTO RISCO e BAIXA INFLUÊNCIA - ALTA INFLUÊNCIA. Também pode ser utilizada uma escala numérica para a avaliação dos itens.

 

Com base nos resultados os itens são posicionados na matriz de posicionamento de materiais, que tem os seguintes quadrantes:

 

  • Componentes não-críticos: com baixo risco de fornecimento e baixa influência nos resultados da empresa;
     
  • Componentes estratégicos: com elevado risco de fornecimento e elevada influência nos resultados da empresa;
     
  • Componentes de risco: com elevado risco de fornecimento e baixa influência nos resultados na empresa;
     
  • Componentes competitivos: com baixo risco de fornecimento e alta influência nos resultados da empresa.

 

Como funciona na prática?

Aqui a ideia é através de um exemplo melhorar a ideia da aplicação desta ferramenta para a realidade de negócios.

Para isto, imaginemos uma empresa de produção de moveis onde foram identificados e classificados os seguintes materiais de suprimento para produção:

 

 

Para esta classificação foi feita uma reunião com as equipes de compras e controladoria onde a influência sobre os resultados foi avaliada através dos CUSTO e da QUALIDADE exigida para os itens, e o risco de fornecimento em relação ao PRAZO de entrega e o de FORNECEDORES. O resultado da classificação foi a matriz de posicionamento de materiais:

 

 

Com a matriz visual estruturada os times realizaram uma dinâmica de brainstorming para definição da gestão dos materiais, através de ações relacionadas a cada um dos quadrantes.

 

  • Componentes Estratégicos: o número de cotações será ampliado e mais fornecedores serão desenvolvidos. O setor financeiro juntamente com estoques e compras irá realizar um trabalho buscando reduzir custos e negociar melhores condições junto aos fornecedores.
     
  • Componentes não críticos: será dada atenção no sentido de assegurar os padrões de baixo custo e prazo, mas sem envolver esforços adicionais.
     
  • Componentes Competitivos: será realizado um trabalho de cotação e negociação, buscando melhorar os padrões de custo. Também será implementada uma maior regulação para evitar perdas no estoque.
     
  • Componentes de risco: serão verificadas alternativas de melhoria de prazos e desenvolvimento de fornecedores em regiões mais próximas.

 


Esta análise pode ser complementada pela análise ABC de materiais que tem uma lógica quantitativa para ordenar a importância dos itens de suprimento. Acesse ao link e baixe a planilha Resultar de Análise ABC de Estoques gratuitamente!

 

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de compartilhar a sua experiência na utilização de ferramentas para gestão de materiais? Deixe seu comentário!

Comentários